Rabiscando as paredes do Sótão

Rabisco paredes a lápis para que a borracha encontre utilidade quando eu errar.

Impossible is Nothing - Kaká

sábado, 26 de maio de 2007

Todos sabem do lado cristão do Kaká, mas o que quero destacar com este vídeo é a forma como, vivendo um momento difícil, ele teve a clareza e listar objetivos de longo prazo para sua vida. Quantos de nós separamos tempo para nos planejar nos bons momentos? Imagine nos momentos ruins.

Apesar de inédito no Brasil, este vídeo foi veiculado na Europa antes da conquista da UEFA Champions League pelo Milan e faz parte da série Impossible is Nothing (Não há Impossível) da Adidas.

"Nós podemos fazer os nossos próprios planos, mas o resultado final está nas mãos de Deus. Podemos pretender provar que temos razão. Mas Deus convencer-se-á disso? Entrega o teu trabalho ao Senhor, e os teus planos irão por diante." Provérbios 16:1-3 (O Livro)

Negócio de Risco

quinta-feira, 24 de maio de 2007


Graças a Deus pelo CD Player!

Se você é fã de música cristã de qualidade, já deve ter percebido que não adianta procurar por isso nas rádios cristãs nacionais. É fácil perceber que todo o poder das rádios cristãs no Brasil é canalizado para as "ministrações", e os momentos musicais são claramente explorados para promover a gravadora X ou Y.

Recentemente, navegando pelo dial do rádio do carro, na busca por uma boa música cristã, me deparei com um "testemunho" onde uma mulher creditava a graça alcançada a um carnê que ela estava pagando fielmente, e estava tão feliz com a benção que havia feito um carnê também para seu filho que andava muito rebelde. Nem preciso dizer que o filho dela melhorou incrivelmente graças ao tal carnê. E finalizando o testemunho, como todo o publicitário conhece, a famosa frase que sugere a ação: Faça você também o seu carnê ligando para o número tal tal tal...

Em outra emissora, constantemente ouço um pastor aos prantos pedindo "uma quantia que Deus vai tocar no seu coração para dar" para que o horário de uso da rádio seja pago. Não é raro ouvir nesse contexto frases que estimulam as pessoas a serem fiéis com a "obra de Deus".

É uma pena que para alguns a "música do mundo" seja um pecado, pois as opções estão cada vez mais escassas para os que querem apenas ouvir uma boa música cristã.

Lembro-me da época em que trabalhei em uma ONG que auxiliava a Igreja brasileira no evangelismo, em que nós dispúnhamos de dados que diziam que menos de 1% dos cristãos que freqüentam igrejas evangélicas foram alcançados ou evangelizados por um meio de comunicação de massa como o rádio ou a TV. Será que o evangelismo é mesmo o foco das emissoras cristãs? Nesse sentido os cristãos levam um banho de estratégia dos espíritas e esotéricos, que fidelizam as pessoas através de livros de ficção, vide Zibia Gasparetto e Paulo Coelho.

Mas nem tudo está perdido para os que insistem na busca por música cristã de qualidade. A minha dica é que você grave seus próprios CDs com músicas gratuitas que você consegue baixar em sítios como o www.purevolume.com, www.myspace.com e muitas vezes nos sítios das próprias bandas. O Orkut é uma bela ferramenta para conhecer bandas e artistas independentes.

Fora do mundo virtual, a dica é a recém lançada Radio Vida, que em São Paulo pode ser ouvida na freqüência FM 96,5. Aos finais de semana, a rádio transmite incríveis 30 horas seguidas só de música. A programação é um pouco repetitiva, mas com certeza traz algumas surpresas de qualidade.

Salvo pela Graça

terça-feira, 22 de maio de 2007


"Jesus salva!!! ................ Toca pra Moisés, que avança, chuta e é goooooollllll!!!"
Recebi esta frase por e-mail com o título de Frase do Dia.

Como evitar conversas incômodas sobre religião

segunda-feira, 21 de maio de 2007

"Há um momento e um lugar para tudo debaixo do sol, inclusive para discussões sobre religião. Se você é religioso ou não, se alguém estiver tentando te envolver em uma conversa, ou talvez em um argumento, a respeito de religião ou de moralidade, mas o momento e a situação são inadequados e incômodos, este artigo irá lhe ajudar a encontrar uma maneira evitar um debate aquecido da forma mais polida possível."

É assim que começa o artigo (em inglês) do Wikihow sobre Como evitar conversas incômodas sobre religião. A seguir, algumas das melhores dicas do artigo.

  • Resista ao impulso de discutir. É difícil ignorar uma questão que pareça completamente ignorante e infundada, e você provavelmente terá o impulso de corrigir a pessoa. Ao invés disso, sorria e diga “interessante…”
  • Mude de assunto. Pergunte sobre as crianças, a saúde, o trabalho. Faça uma piada com o assunto. Por exemplo, "Religião? Não, eu não vi esse filme".
  • Arrume uma desculpa para sair. Peça licença para usar o banheiro, ou cumprimente uma pessoa que acabou de chegar, ou minta dizendo que o seu celular está tocando no silencioso. Olhe para o celular e finja que é alguém importante e que você precisa retornar esta ligação. Entretanto, não retornar após a ligação pode parecer rude, e isto pode motivar a outra pessoa a querer "iluminá-lo" ainda mais.

Atenção: Levar uma pessoa tagarela e persistente a acreditar que você está concordando com ela apenas para que ela se cale, irá apenas encorajá-la a que ela te procure mais vezes para conversar sobre o assunto. Se você os deixar pensar que está de acordo com eles, eles poderão conferir de tempos em tempos para ver se você está na mesma página.

E o salário da morte, qual é?

sábado, 19 de maio de 2007

Desenho feito pela artista Delara Darabi, jovem iraniana presa após assumir um assassinato cometido pelo namorado achando que, por ter menos de 18 anos, não seria condenada a morte. A justiça iraniana aguarda a jovem completar 18 para executar a sentença de morte.

Na internet, pessoas do mundo todo se mobilizam através do site www.stopchildexecutions.com para tentar sensibilizar líederes mundiais a tomar alguma atitude a respeito de execuções de crianças.
Delara, cujo nome significa prisioneiro das cores, conta com a ajuda de milhares de amigos virtuais no famoso sitio Myspace.com, e tem algumas de suas obras expostas no Flickr.

Outra cidade? Outra Igreja?

quarta-feira, 16 de maio de 2007

Me chamou atenção a capa do jornal Metro que recebi hoje num semáforo em São Paulo. A manchete era: Movimento quer fazer de SP uma outra cidade.

A matéria fala a respeito de uma iniciativa conjunta entre ONGs e empresas para uma rigorosa fiscalização sobre a ação de vereadores e do poder Executivo. O movimento pretende lutar pela melhoria da qualidade de vida da capital paulista. O nome? Nossa São Paulo: Outra Cidade.

A iniciativa não é novidade. Outras grandes cidades no mundo como Nova York e Barcelona já viveram iniciativas semelhantes, porém o maior modelo é a cidade de Bogotá, graças a semelhanças culturais, sociais e à proximidade geográfica.

Definido como movimento apartidário, a partir de uma pesquisa com a população e de indicadores de qualidade de vida na cidade, o movimento quer comprometer a administração de São Paulo com um plano de metas para a cidade. Em Bogotá, por exemplo, chegou-se a criar uma lei que obriga o prefeito a cumprir seu programa de governo.

Na pesquisa realizada com a população paulistana, a cidade destacasse positivamente pela sua agitação, por "nunca dormir" e pela sua diversidade, já negativamente os destaques são a violência, a desigualdade e o trânsito.

O sitio www.nossasaopaulo.org.br tem mais informações sobre o movimento.

Será que chegou a hora da virada? Enxergo esta uma boa oportunidade para que as pessoas se engajem em ações práticas para a melhoria da qualidade de vida de São Paulo, e oro para que as instituições religiosas da cidade apóiem este tipo de ação. Quem sabe isso não inspira o movimento Nossa Igreja: Outra Igreja?

Cicarelli x Bento XVI

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Na Rua da Consolação, em São Paulo, um frontlight da Daniela Cicarelli em campanha para a marca de lingerie Hope foi coberto com uma mensagem de boas-vindas ao Papa Bento XVI.

Virada Cultural

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Procurei por algum evento cristão/gospel/evangélico/pentecostal que aconteça neste final de semana, durante a Virada Cultural, e não achei nenhum.

Alguém sabe me explicar o porque de nenhuma das bandas, grupos de dança, grupos de teatro e corais mantidas pelas igrejas cristãs de São Paulo estarem participando da Virada Cultural?

Em meio a alguns questionamentos sobre o assunto, separei alguns deles para compartilhar com vocês. Será que esses grupos encontram resistência da sociedade para se expressarem como cristãos? Ou será que esses grupos encontram resistência dos cristãos para se expressarem como sociedade? Será que os cristãos sabem o que é cultura? A Igreja deve se importar com questões culturais?

Alguém arrisca um palpite?

Em tempo...
Existe vida inteligente entre os artistas cristãos?