Rabiscando as paredes do Sótão

Rabisco paredes a lápis para que a borracha encontre utilidade quando eu errar.

Jars of Clay - Dead Man (Carry Me)

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Excelente video de uma banda que mostra estar em sintonia com a forma como as pessoas se comunicam hoje em dia.

O video foi todo feito com imagens dos celulares de pessoas que conferiram o show da banda.

Isso é Igreja Emergente.

Postado por Seloti às 12:59 AM 0 comentários

Apagando os riscos das portas do meu carro

Justiça seja feita. Postei uns dias atrás a respeito dos riscos que brotaram no meu carro durante um período em que ele ficou estacionado no Shopping Morumbi.

Pois bem, recebi recentemente uma ligação da administração do shopping onde fui informado que eles irão me ressarcir nos gastos que terei para limpar os riscos. Só preciso encontrar um tempinho pra fazer três orçamentos e mandar para a administração do shopping.

O mundo não está perdido.

O ar que eu respiro

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Acabo de voltar para casa após uma cirurgia no nariz. A idéia é que eu passe a utilizá-lo na hora de respirar, que ele encontre uma razão de ser, enquanto a boca fica apenas para falar, comer, essas coisas que é função dela mesmo.

Isso me fez pensar um pouco. Pensar no papel de cada parte do meu corpo, e no que acontece se eu usar outras partes do meu corpo para fazer algo que não é função desta parte em especial. Complexo não? Mas é muito comum. Principalmente no corpo de Cristo, na Igreja.

Quantas não são as vezes que nós vemos igrejas cumprindo papéis em nome de Jesus que ele mesmo nunca fez e nem sequer pediu para fazer? É engraçado, mas enquanto Jesus é nosso advogado junto ao Pai, muitos membros do corpo de Cristo são advogados do próprio Cristo junto ao "mundo". Ou quantas não são os momentos em que nós, na intenção de valorizarmos nossos talentos, nos colocamos a frente de outras pessoas, impedindo que essas cresçam. Egoísta, não é verdade? Mas eu sou assim.

"Quando alguém o convidar para um banquete de casamento, não ocupe o lugar de honra, pois pode ser que tenha sido convidado alguém de maior honra do que você. Se for assim, aquele que convidou os dois virá e lhe dirá: ‘Dê o lugar a este’. Então, humilhado, você precisará ocupar o lugar menos importante. Mas quando você for convidado, ocupe o lugar menos importante, de forma que, quando vier aquele que o convidou, diga-lhe: ‘Amigo, passe para um lugar mais importante’. Então você será honrado na presença de todos os convidados. Pois todo o que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado" Lucas 14:8-12
Tenho meditado muito nisso. Em aparecer menos. Em oferecer honra aos que a merecem. Em abrir espaço para que outras pessoas cresçam. É tão simples de escrever, mas muito difícil de viver isso. Bom, ao meu lado eu tenho a persistência, que segundo Pedro vem logo após a virtude e a fé.

E antes que eu me esqueça. Deus, você é mais importante para mim que o ar que eu respiro, agora pelo nariz. Obrigado Senhor!

Rabiscando as portas do meu carro

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Sim, é irônico, mas é real. Recentemente estive no Shopping Morumbi aqui em São Paulo, e pra quem não conhece, trata-se de um shopping localizado em uma região bastante nobre de São Paulo. Após as 3 horas em que estive dentro do shopping tive a agradável de encontrar meu carro no estacionamento, isso seria ótimo, não fossem os riscos que alguém (eu suponho) deixou no meu carro.

Precisamente, um no porta-malas, um na porta traseira esquerda, outro na direita, mais um logo acima do pára-lama dianteiro do lado direito e, pra finalizar, um em forma de espiral na porta dianteira do lado direito.

Tamanha foi a "maldade" que eu estou seriamente desconfiado que esta arte tenha sido feita por uma criança, sem muita noção do que estava fazendo, pois tenho minhas dúvidas se existe alguém capaz de fazer isso de forma consciente.

Como diz um apóstolo brasileiro famoso que vive em Miami, isso só pode ser coisa do "espírito do anticristo se levantando contra a igreja apostólica na Terra".

Igreja ltda.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

É ou não é uma empresa?

Segue, na integra, um comunicado oficial, assinado por Maurício Soares, Diretor Executivo da Toque no Altar Music.

MINISTÉRIO DE LOUVOR TOQUE NO ALTAR

COMUNICADO OFICIAL

Rio de Janeiro, 01 de fevereiro de 2007.

Nas últimas semanas temos convivido com inúmeras informações, notícias e boatos quanto à existência de prováveis desentendimentos havidos entre os membros do Ministério Toque no Altar.

A fim de dirimirmos quaisquer dúvidas e no intuito maior de restabelecermos a VERDADE, vimos a público esclarecer que:

1) Sob a direção do Pr. Marcus Gregório (idealizador e fundador do projeto), o Toque no Altar é parte integrante (proveniente/fruto) da Comunidade Evangélica Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, sendo formado por músicos (em tempo integral) da referida igreja;

2) O nome e a marca Toque no Altar pertencem tão só e unicamente ao Ministério Apascentar de Nova Iguaçu – propriedades registradas junto ao INPI;

3) Os integrantes do Ministério Toque no Altar são músicos em tempo integral, contratados como funcionários vinculados ao Ministério Apascentar de Nova Iguaçu;

4) Além do vínculo empregatício com o Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, os músicos possuem contrato artístico em vigor e válido até abril de 2011 com a gravadora Toque no Altar Music ;

5) Ocorre que desde o mês de novembro de 2006, os integrantes Luis Arcanjo, André Rodrigues e André Matos, começaram a demonstrar, mal veladamente (com suas ações e omissões) interesse em desligarem-se do Ministério;

6) Infelizmente, ao invés de expressarem clara e objetivamente suas intenções diretamente ao Pr. Marcus Gregório, optaram pela pura e simples ruptura, decidindo unilateralmente passar a não mais cumprirem com suas obrigações contratuais, e o que é mais lamentável, rompendo com os laços fraternais e os vínculos de submissão espiritual que deviam ao Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, consequentemente, ao próprio Pr. Marcus Gregório;

7) Após algumas frustradas tentativas de reaproximação por parte do Pr. Marcus Gregório, restou claro que a decisão dos referidos integrantes foi mesmo a de rompimento sumário;

8) Sem que houvesse em nenhum momento a rescisão do contrato artístico em vigor, mesmo ainda sem oficialmente (juridicamente) estarem desligados (desobrigados) dos vínculos trabalhistas e/ou artísticos que ainda têm com o Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, bem como com a Gravadora Toque no Altar, estas pessoas começaram a divulgar a criação de um novo "ministério", denominado "Trazendo a Arca", praticando assim, grave infração contratual;

9) Numa demonstração de absoluta má fé, estas mesmas pessoas, utilizando-se indevidamente do nome, do respeito e da credibilidade amealhada durante anos de trabalho sério do “Toque no Altar”, estão ilicitamente agendando eventos pelo país, ludibriando não só os contratantes como o público presente a estes eventos que são, portanto, viciados de ILEGALIDADE;

10) No último sábado (27), durante um destes eventos realizados à revelia da direção do Toque no Altar, no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro, estas pessoas foram extrajudicialmente notificadas dos fatos aqui narrados, com a presença de um de nossos advogados. Na ocasião, todos foram oficialmente comunicados que estão infringindo inúmeras cláusulas contratuais, bem como advertidos de não mais continuarem com este comportamento ilegal e estas práticas abusivas, sob pena de sofrerem as sanções legais cabíveis;

11) Para esclarecimento de todos os interessados, e mesmo para resguardar direitos e prevenir responsabilidades, cumpre-nos informar que estas pessoas, de acordo com contrato juridicamente firmado com o Toque no Altar Music estão legalmente impedidas de:
A - participarem de eventos, mesmo que sob outro nome artístico diferente de "Toque no Altar";
B - interpretarem as canções do “Toque no Altar”;
C - participarem de programas de Rádio, TV ou outros órgãos da imprensa e,
D - utilizarem o nome e/ou a marca “Toque no Altar” para quaisquer fins, mesmo que para a mais singela referência;

12) Dessa forma, até a regularização do rompimento contratual, qualquer ação destas pessoas estará sujeita ao crivo dos termos do contrato em vigor;

13) Lembramos ainda que por força de dispositivo contratual, cabe ao Toque no Altar Music, o direito exclusivo de autorizar ou proibir, no país ou no exterior, a reprodução, a execução pública ou qualquer outra forma e/ou processo de utilização dos produtos do Ministério Toque no Altar, bem assim a inclusão de seu nome (marca) em publicidade;

14) A direção do “Toque no Altar” não se opõe, de forma alguma, a regularizar imediatamente esta desagradável situação, desde que todas as questões pendentes sejam devidamente resolvidas.

Aproveitamos ainda para divulgar que o Ministério Toque no Altar prossegue com suas atividades normalmente e que em breve, estará retornando aos estúdios para finalizar mais um trabalho, como sempre, dirigido e vindo do coração de Deus.

Enquanto isso, o “Toque no Altar” segue com suas participações em eventos pelo país e no exterior, sendo abençoado e abençoando a todos aqueles que crêem que “o que segue a justiça e a bondade, achará a vida, a justiça e a honra”.
(Provérbios 21.21)

Contamos com a compreensão e, principalmente, as orações de todos.

Atenciosamente,

Mauricio Soares
Diretor Executivo
Toque no Altar Music
E pra quem ainda acredita que lugar de pastor é junto às ovelhas, foi-se o tempo em que o que importava era a pureza do coração e uma intenção honrosa de servir a Deus. Hoje, sobra o profissionalismo dos pastores, o individualismo das ovelhas, e é só.