Rabiscando as paredes do Sótão

Rabisco paredes a lápis para que a borracha encontre utilidade quando eu errar.

E se as pessoas não me ouvissem?

segunda-feira, 3 de março de 2008

Garimpando alguns blogs gringos, me deparei com uma postagem do Scot McKnight no Jesus Creed. O post é curto. Pelo que entendi, faz parte de uma série de estudos ou algo assim, não importa. O que importa é que ele fala sobre Mateus 21:28-31.
 
Que acham acerca disto? Um homem que tinha dois filhos disse ao mais velho: 'Filho, vai trabalhar hoje na herdade . 'Não vou , respondeu. Mas, pensando melhor, sempre acabou por ir. Depois, disse ao mais novo, 'Vai tu também! , e ele respondeu, 'Sim senhor, vou já , acabando por não ir. Qual dos dois obedeceu ao pai? Responderam: O primeiro, sem dúvida. Depois explicou o que queria dizer com essa ilustração. Garanto-vos que os homens maus e as mulheres de má vida entrarão antes de vocês no reino de Deus. Porque João Baptista disse-vos para se arrependerem e se voltarem para Deus, e vocês não quiseram, ao contrário de muitos homens maus e mulheres dessas que se arrependeram. Apesar de terem visto isso, não quiseram arrepender-se, e assim nunca chegaram a crer. (O Livro)
 
Parei para pensar em quantas vezes minha boca se comprometeu com algo e que meu agir não foi na mesma direção. Sabe do que estou falando? Quantas vezes me rotulo um cristão apenas por ter a intenção de ser um, mas não ajo como um seguidor de Cristo? Afinal "quem é e quem não é", nunca dependeu do que sai de nossas bocas. Uma árvore é conhecida pela qualidade de fruto que dá. Todos podemos nos denominar macieiras, mas de qual árvore comemos a maçã? Da que dá bons frutos é claro!
 
E se não tivéssemos ouvidos para ouvir o que as pessoas dizem de si mesmas? Como um cristão comunicaria a alguém que crê em Cristo se não fazendo como ele?
 
As vezes tenho a impressão que nós cristãos nos apegamos muito a textos que reforçam a idéia de que a salvação não vem de nós, e que nada podemos fazer para obtê-la, até para que ninguém ache glória ou valor algum em si mesmo, mas deixamos de lado a idéia de que é preciso crer. É preciso ter fé. Porém a fé é morta quando não se manifesta através de atitudes.
 
Que eu seja autêntico o suficiente para que as palavras da minha boca não sejam mais importantes para mim que as atitudes que tomo, ou que o meu agir, porque é assim que as pessoas me vêem, através do meu agir. Palavras não se sustentam com intenções, mas sim com atitudes, e Deus enxerga minhas intenções sim, inclusive quando tento intencionalmente mostrar algo que não vivo.
 
O Caminho do Reino é através do arrependimento e da fé, e nem todo aquele que diz fazer pregações inspiradas, ou expulsa demônios, ou opera muitos milagres têm lugar no Reino, e isso inclui a mim.

Postado por Seloti às 7:16 PM

Posts Relacionados por Categoria



3 comentários:

Alexandre,
grata surpresa o teu blog (vi o link no lastfm).
Excelentes textos!

Esse post em particular, me lembrou toda a pregação de Tiago. Grande verdade que preciso a cada dia me lembrar, e que o Eterno me capacite a viver.

O Evangelho que o mundo lê, é a nossa vida.

Abraço!

Fabrício disse...
quarta-feira, março 05, 2008 2:35:00 AM  

A Paz, Gostaria de Convidar você a participar da Votação!!

O 1° Concurso de Bandas Gospel Independetes Via Blog CLIP GOSPEL MUSIC
esta na Final e você pode votar e eleger a banda vencedora!! Entre Participe!!

(Do dia 08/03 A 15/03)

www.clipgospelmusic.blogspot.com

Deus te abençõe!

Editor disse...
domingo, março 09, 2008 1:20:00 PM  

Obrigado pela visita Fabrício!

Seloti disse...
segunda-feira, março 17, 2008 1:49:00 AM  

Postar um comentário